Como Escolher a Fotografia do Seu Casamento? 8 Dicas para Encontrar o Melhor Fotógrafo para Você
Casamentos

Como Escolher a Fotografia do Seu Casamento? 8 Dicas para Encontrar o Melhor Fotógrafo para Você

Siga estes passos para achar o fotógrafo perfeito para registrar seu dia especial.


Muitos fornecedores de serviços para casamentos possuem produtos que você pode ver, cheirar, degustar e ouvir mesmo antes do grande dia. Mas com a fotografia é diferente: você não sabe o que vai ter até muito tempo depois.

“Depois que a festa acaba, o que fica para você mesmo são as imagens… As vezes eu vejo as noivas investindo muito tempo e dinheiro em detalhes que ninguém vai perceber ou que vão para o lixo, e foto e vídeo é o que fica mesmo” disse a cerimonialista Fernanda Floret.

Portanto é essencial ter muito cuidado na hora da pesquisa, e seletividade a respeito das habilidades profissionais, estilo artístico e personalidade do fotógrafo na hora de escolher a fotografia.

Sabemos que pode parecer uma tarefa um pouco cabeluda, por isso te oferecemos algumas dicas para reduzir esse número gigante de opções a algumas poucas que seguramente vão se ajustar a você e suas possibilidades.

 

1. Faça sua Lição de Casa

Comece sua pesquisa olhando cuidadosamente os sites dos potenciais fotógrafos e confira as fotos de outros casamentos que tenham tirado, o que pode dar uma ideia do estilo que possui. O desenho do website também pode dar uma ideia da personalidade e sensibilidade deles. Leia os retornos de noivas recentes e confira também as redes sociais que possuem se for possível. O feedback dos clientes é positivo? Como é que os fotógrafos respondem os comentários?

 

2. Foque em um Estilo

É um passo fundamental na escolha, porquanto vai te ajudar determinar o tipo de fotografia que você quer para seu casamento e excluir a maioria das opções que não se ajustam à sua personalidade. Muitos fotógrafos de casamento podem fazer uma mistura entre estilos, e farão uma mistura de imagens em preto e branco e em cores, mas se houver um estilo especial que você adore, certifique-se de concentrar em fotógrafos que se especializam nele. Não sabe que estilo de fotografia escolher? Leia nosso artigo Como saber qual estilo de fotografia é para você.

 

3. Defina um Orçamento

Para saber quanto vai gastar realmente na fotografia, primeiro tem que saber exatamente o que você quer. Os preços podem começar desde os R$2.000 até ultrapassar os R$100.000 para os fotógrafos mais conceituados.

Quando pedir orçamentos, pergunte o preço da cobertura e pacote básico, além do preço do álbum que você acha que vai escolher e o tempo total de cobertura (o dia completo, o fim de semana inteiro). É importante saber o que está incluso no pacote standard e o preço de cada serviço adicional, como o making of, ensaios pré-casamento, pós-casamento, Trash the Dress ou horas adicionais, e saiba exatamente quantas horas de cobertura estão inclusas. Também é importante definir se você quer a fotografia para outros eventos durante o fim de semana do casamento (chá da noiva ou churrasco familiar, por exemplo).

Defina por quanto tempo deseja a cobertura. O ideal seria que o fotógrafo esteja o dia inteiro – desde que a noiva começa a se preparar até a saída dos noivos da recepção. Mesmo que os pacotes variem, a maioria inclui de 6 a 12 horas para cobrir tudo, desde o making of da noiva ou primeiro encontro dos noivos até o final da recepção. O melhor seria pagar por uma maior cobertura se houver a chance de exceder o horário da cerimônia e você realmente quiser que o fotógrafo fique até o final (usualmente as horas adicionais tem um custo maior).

Se estiver dentro do seu orçamento contrate a e-session (ensaio pre-casamento). Ela é uma oportunidade muito boa para você se acostumar à câmera e ao fotógrafo, e vice-versa. Assim, no dia do casamento vocês se sentiram mais a vontade e as fotos fluirão com muito mais naturalidade.

 

4. Arranje Entrevistas e Revise Álbuns com Olho Crítico

Escolher um fotógrafo não é uma escolha de olho. Se você gostou do site e do portfólio, e o orçamento está nas possibilidades do seu bolso, contate-o para perguntar pela disponibilidade no dia do seu casamento.

Se o fotógrafo não estiver disponível, pregunte se tem parceria com outro fotógrafo ou se pode recomendar outro com estilo similar. Arranje um encontro com os potenciais candidatos que estiverem disponíveis no seu dia para dar uma melhor olhada em outros trabalhos que eles tenham para mostrar e – ainda mais importante – avaliar se as suas personalidades combinam.

Prepare-se para falar da cerimônia, recepção, do estilo do casamento e das expectativas que você tem para suas fotos. Peça para ver galerias completas o álbuns de casamentos reais que eles tenham tirado (e não outra pessoa da mesma companhia) para que você possa ter uma ideia melhor do que sua coleção completa de fotos pode parecer. Se você ver que as galerias completas são apenas tão boas quanto as fotos escolhidas na galeria de destaque, você está no caminho certo.

Ao revisar o álbum do fotógrafo, procure os momentos-chave que você deseja capturar: o primeiro olhar entre os noivos, a hora do primeiro beijo ou as reações dos pais, por exemplo. Também preste atenção na nitidez das imagens, composições pensadas (é boa do jeito que está ou há demasiada desordem no enquadramento?) e boa iluminação (cuidado com as imagens desbotadas onde os detalhes desaparecem, a menos que aquele seja o estilo que você está procurando).

Também é muito importante que você detecte sensibilidade na captura das emoções das pessoas. Pequenos detalhes, como rostos com olhar relaxado e não como veados deslumbrados por faróis, fazem uma grande diferença. É claro que mesmo vocês dois sendo importantes, vocês querem ver fotos sorridentes de seus amigos também.

 

5. Conheça a Equipe do Fotógrafo

Muitos estúdios fotográficos tem mais de um fotógrafo na equipe e a menos que seja especificado no contrato, o fotógrafo principal pode não ser aquele que você esperava para seu casamento. Já que cada fotógrafo tem um estilo, técnica e personalidade diferente, você precisa ter certeza que aquele fotógrafo que entrevistou e fez o “clique” com vocês será a mesma pessoa que vai cobrir seu casamento.

Confira se o fotógrafo vai ter assistentes, e se for, quantos são. Se tiver capacidade no orçamento, considere contratar o segundo fotógrafo. Muitos fotógrafos incluem o segundo fotógrafo no contrato, mas se não for assim, é bom perguntar por essa possibilidade. A maior vantagem de ter um segundo fotógrafo é que, com certeza, você vai ter o dobro de cobertura do casamento. Por exemplo, enquanto o fotógrafo principal faz uma sessão de retrato do noivo com os padrinhos, o segundo pode capturar por trás da cena a noiva fazendo um alarde sobre o anel com as madrinhas.

Se vai ter um casamento muito grande (acima de 250 convidados), é ainda melhor considerar contratar um terceiro fotógrafo, assim você pode ter certeza que o casamento vai ser coberto desde todos os ângulos.

 

6. Tenha Certeza que as Suas Personalidades Combinam


Não subestime a importância do gosto e ligação com seu fotógrafo. Lembre-se: eles vão ser a sombra de cada movimento seu e quanto mais confortáveis ambos estão com o fotógrafo, melhor as fotos vão sair. Da mesma forma, você não quer um fotógrafo para ofender ou irritar os convidados, mas para capturá-los em sua melhor luz e de uma forma discreta.

A fim de obter as melhores fotos, vá com um profissional de bom traquejo social, mas que seja ousado o suficiente para sair à caça de grandes imagens e que, acima de tudo, lhe faça sentir à vontade e não lhe irrita de qualquer maneira. Para obter as melhores fotos, o fotógrafo precisa ser assertivo o suficiente para buscar grandes momentos, bajulando o suficiente para persuadir sorrisos e posturas naturais e descontraídas dos convidados e suficientemente calmo para ser uma força positiva durante o casamento e não gerar maior estresse e preocupações do que normalmente o casamento costuma ter.

 

7. Revise Bem o Contrato e Conheça o que Acontece Depois do Casamento

A maioria dos contratos estipulam que o fotógrafo possui os direitos sobre todas as fotos tiradas durante o casamento – as suas inclusive. Em outras palavras, o fotógrafo pode usá-las para fins promocionais (no website ou blog, em publicações digitais ou impressas, concursos ou para publicidade). Isso também quer dizer que você não pode postar as provas digitais que eles enviam, e a maioria deles tem uma política que permite somente compartilhar imagens com marca d’água ou com créditos ao fotógrafo. As vezes, a menos que seja negociado o contrário, também deve pagar pelo direito de impressão das imagens caso você queira imprimir na sua conta ou fazer o álbum com outro fornecedor.

Pergunte os tempos de entrega, tanto do resultado final como outros (provas digitais, álbuns impressos ou digitais, etc), e exija que apareçam no contrato.

Dependendo do fotógrafo e do casamento, pode tomar de 20 a 80 horas adicionais em trabalho de pós-produção. Isto é porque o fotógrafo usa um formato de arquivo RAW (cru, em inglês) que é muito mais pesado que o JPG da câmeras comuns. Dessa forma o fotógrafo tem uma maior habilitação para revelar as fotos, se bem que toma um maior tempo para transferir os arquivos ao computador, e processar esses arquivos (tratar cores, exposição, balanço de brancos, etc). Assim, pode levar até 6 semanas ou mais, dependendo do fotógrafo e da carga de trabalho (lembre-se que o fotógrafo pode cobrir mais de um evento cada semana) para obter as provas digitais. Então é bom fazer perguntas tipo: Quantas fotos posso esperar? Elas são em alta ou baixa resolução? As provas já são editadas ou primeiro devo fazer uma seleção das fotos que eu quero?

Falando de edição, também é bom se informar até que ponto elas são editadas, já que usualmente os tratamentos mais profundos (leia-se: emagrecimentos, correção de pele, estilizações) usualmente tem um custo maior e são cobrados pela quantidade de fotos a aplicar.

 

8. Compare VALOR, Não Preço

Por trás de cada clique de um fotógrafo profissional há muitas horas de preparação e muito investimento em equipamentos de alta tecnologia, cursos e workshops, marketing, apresentação do produto, etc, E tudo isso é o que da valor ao trabalho do fotógrafo. Se bem que as vezes se encontram alguns fotógrafos iniciantes que fazem um trabalho muito bom por um preço mais em conta.

Na fotografia, o valor e preço não tem uma relação direta, mas por outro lado “você tem o que você paga”. Geralmente, se o preço e bom demais para ser verdade, provavelmente o fotógrafo não seja um bom profissional.

O mesmo vai para quem oferece TODAS as fotografias tiradas no evento: quantidade não é sinônimo de qualidade. Você pode ter certeza que não vai precisar das fotos tremidas, de olhos fechados, ou uma rajada infinita de fotos tomadas em menos de 3 segundos. O bom profissional também investe tempo fazendo uma seleção meticulosa das fotografias e descarta aquelas que não tem valor suficiente, assim você não terá que passar mais tempo olhando as fotos do que durou o casamento mesmo.

O fotógrafo de casamentos Arthur Rosa diz “O segredo é pesquisar e conhecer o trabalho de cada um. E tenha em mente que preço e valor não se misturam quando se fala de arte”

Por isso, antes de comparar preços tenha certeza do que você quer, quantos álbuns ou serviços extras precisa e quantas horas de cobertura pode pagar, para que você tenha critérios mais objetivos na hora de comparar profissionais de um mesmo “nível”.

Esperamos que estas dicas façam da sua pesquisa de fotógrafo para casamento um trabalho mais fácil e agradável, e lembre-se sempre que as fotografias terão tanto valor quanto esforço você esteja disposto a investir pelo fotógrafo adequado.

Se você tem outra dúvida ou acabou gostando das nossas dicas, por favor deixe nos comentários! e compartilhe com seus amigos e amigas que também estão planejando casar.

Até o próximo post!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *